Imagem em destaque do post.

Membro da ANAFE realiza palestra magna sobre sistemas de controle e democracia

O Procurador Federal e Editor-Chefe da Revista acadêmica da ANAFE, Grégore Moura, realizou a palestra de abertura da Semana do Controle Interno, promovida pelo Instituto de Defesa da Cidadania e da Transparência (IDCT), na tarde desta terça-feira (23), em Belo Horizonte/MG. Moura abordou temas como sistemas de controle, democracia e a importância da participação social.

O Advogado Público Federal trouxe a frase do ministro Roberto Barroso “infelizmente, somos um país em que alguns ainda cultivam corruptos de estimação”, à qual tem apreço, ponderando sobre a importância da honestidade não só na fala e teoria, mas na prática. Em seguida, destacou a dificuldade de práticas éticas e o jeitinho brasileiro como algo presente em nossa sociedade e alertou sobre a importância dos que atuam na administração pública para contribuir em busca de uma sociedade mais fraterna e igualitária.

Grégore Moura ressaltou que não existe controle sem segurança jurídica, afirmando que no Brasil os problemas culturais e ambientais são graves, assim como existe excesso de controle ineficiente e que talvez esse seja o gargalo principal para uma insatisfação do cumprimento das regras. “Não adianta existir tantas formas de controle se elas são ineficientes. É preciso conhecer o problema para que haja um controle efetivo. Dentro dos próprios órgãos de controle deve haver controle preventivo, o controle deve estar presente de forma justa e ética.”

Diante do questionamento “Mas diante da realidade brasileira, qual seria a solução?” Controle Social é a aposta do Procurador Federal. Segundo ele, essa é a forma que permite a mudança necessária e a prática a possibilidade de equilíbrio entre os poderes. Ele ainda questionou e perguntou aos ouvintes se temos participação social e diálogo institucional no Brasil, além de pautar se nossa parte está sendo feita.

Estiveram presentes na abertura o secretário adjunto de estado de saúde em Minas Gerais, Daniel Guimarães Medrado, o vice-presidente do Conselho de Secretarias Municipais de Saúde de Minas Gerais, COSEMS/MG, Hermógenes Vaneli e o presidente do IDCT, Gustavo Nassif.

Com informações: Ascom/IDCT

Share This