Imagem em destaque do post.

ANAFE apresenta pleitos da carreira ao novo Procurador-Geral Federal

Reunião foi marcada para apresentação e debate de temas prioritários para a carreira de Procurador Federal.

O presidente da Associação Nacional dos Advogados Públicos Federais (ANAFE), Marcelino Rodrigues, o vice-presidente, Rogério Filomeno e o diretor de Defesa de Prerrogativas, Vilson Vedana, reuniram-se nesta terça-feira (22) com o novo Procurador-Geral Federal, Leonardo Fernandes, na sede da PGF, em Brasília.

Para abrir a reunião, o presidente da ANAFE, Marcelino Rodrigues, apresentou alguns dos assuntos que têm preocupado os membros das carreiras que compõem a Advocacia-Geral da União, em especial, os Procuradores Federais.

“Temos tido uma postura de diálogo e proposições com as gestões, mas o que precisamos é de respostas às nossas demandas. Esse processo que se deu recentemente de ruptura e afastamento tem sido delicado. As carreiras exigem mais ação e menos discurso”, afirmou.

Rodrigues explicou ao Procurador-Geral Federal sobre a necessidade da realização de uma gestão comprometida com seus membros. “O colegiado da ANAFE tem trazido os pleitos dos colegas de todo o país e a cada dia cresce a angústia em relação à inércia e falta de avanços na nossa Instituição.”

O Procurador-Geral Federal, Leonardo Fernandes, agradeceu pela visita dos dirigentes da ANAFE e apresentou sua equipe. “Estamos abertos para conversar e tirar todas as dúvidas que surgirem. Essa casa é nossa, nenhum integrante é de fora da carreira, portanto, somos todos colegas e estamos temporariamente ocupando cargos. Nosso propósito é sempre de fazer o melhor.”

Leonardo Fernandes relembrou com os presentes do processo de amadurecimento desenvolvido na Procuradoria-Geral Federal nos últimos anos e pediu tempo para, segundo ele, “entender melhor os modelos e processos dessa grande máquina que é a PGF.”

AVANÇOS

O presidente da ANAFE aproveitou para pontuar medidas exitosas e projetos gestados na Procuradoria-Geral Federal, baseados em transparência, eficiência e participação de seus membros. “Defendemos a equalização na AGU. Não podemos retroceder, temos que dar continuidade aos avanços institucionais.”

CARGOS E CHEFIAS

Os dirigentes da ANAFE falaram sobre a importância da adoção de um modelo gerencial de provimento em cargos e funções comissionadas na Instituição que seja transparente e democrático. Na mesma linha, destacaram a necessidade de combater interferências políticas e de adotar critérios para que não haja burla às remoções.

O Procurador-Geral Federal concordou com as ponderações apresentadas.

TRABALHO REMOTO

Os principais pontos envolvendo o trabalho remoto, o trabalho domiciliar e a especialização também foram abordados na reunião. Indagado sobre a regulamentação das questões na Instituição, o novo PGF afirmou que apoia a normatização do ETR e disse que a equipe pretende regulamentar até o fim da gestão.

CANDIDATOS SUB JUDICES

Ainda durante a reunião, os dirigentes elencaram a questão dos candidatos sub judices e destacaram a necessidade de realização do levantamento e do alinhamento para a uniformização de solução para todos os casos. O presidente da ANAFE pediu atenção ao pleito.

PROPOSIÇÕES

Por fim, o Procurador-Geral Federal, disse estar aberto para receber pautas, propostas e estudos da ANAFE se disponibilizando a marcar uma nova reunião com temas mais específicos da carreira. Em resposta, Marcelino Rodrigues afirmou que a Associação sempre se propõe a ajudar no crescimento da Advocacia Pública Federal e espera que a gestão dê andamento às proposições apresentadas.

Share This