Imagem em destaque do post.

ANAFE apoia e participa da XXIII Conferência Nacional da Advocacia Brasileira

Em discurso, o Presidente da ANAFE reforçou a importância em manter um canal de diálogo e proximidade entre os Advogados Públicos e Privados, sendo a OAB o vínculo da união.

O Presidente da ANAFE, Marcelino Rodrigues, participou, na manhã dessa segunda-feira (27), da abertura oficial da XXIII Conferência Nacional da Advocacia Brasileira, em São Paulo. O evento, que contou com o apoio da entidade, reuniu milhares de participantes sob o tema “Em Defesa dos Direitos Fundamentais: Pilares da Democracia, Conquistas da Cidadania”. Estiveram presentes também as principais autoridades do País.

Para dar as boas-vindas oficiais aos congressistas, houve a execução do Hino Nacional pelo maestro e pianista João Carlos Martins. A performance emocionou o público presente, que pôde acompanhar ainda outros dois números de Martins, acompanhado da Camerata Bachiana.

O presidente nacional da OAB, Claudio Lamachia abordou temas atuais, como as reformas propostas pelo Governo Federal – em especial a trabalhista e a da Previdência. “A sociedade desconfia do açodamento com que um governo quer impor, sem debate prévio, reformas como a da Previdência e a trabalhista. Não negligenciamos a importância delas, e é exatamente por isso que precisamos examiná-las com profundidade, submetendo os dados oficiais, questionáveis e questionados, ao contraditório. Sem esse procedimento, elementar numa democracia, nenhuma reforma terá adesão social, e sem ela haverá mais crise”, alertou.

A presidente do Supremo Tribunal Federal, Cármen Lúcia, também discursou em defesa dos direitos fundamentais e exaltou o papel da advocacia nesse caminho. “Sem direitos não há vida digna. Os advogados e as advogadas foram sempre os primeiros a estabelecer formas e caminhos para estes serem conquistados e exercidos por todos”, explicou Cármen Lúcia.

PAINEL TEMÁTICO SOBRE ADVOCACIA PÚBLICA

No mesmo dia, o Presidente da ANAFE participou do painel temático sobre Advocacia Pública, presidido pelo Presidente da Comissão Nacional de Advocacia Pública da OAB, Marcello Terto.

Na ocasião, Marcelino Rodrigues afirmou que a OAB é a cada dos advogados públicos e privados. “A OAB mantém sempre forte o compromisso com o fortalecimento da Advocacia Pública, buscando cada vez mais a inserção de membros da AGU nos quadros da instituição, como também busca a valorização geral da Advocacia Pública brasileira. Esse é um compromisso da OAB. Estaremos sempre à disposição para contribuir com as pautas da Advocacia Pública dentro da Ordem”, disse.

O EVENTO

Desde a primeira edição, em 1958, a Conferência Nacional da Advocacia Brasileira tornou-se referência não apenas para a advocacia, mas também para a sociedade civil e as instituições políticas do Estado.

Nela, são debatidos temas vitais ao interesse público, com o propósito de buscar rumos objetivos para a superação dos desafios e reafirmar o espaço reservado à advocacia: a luta para a construção de um país mais justo para todos.

 

Share This